EDIFÍCIO DE USO MISTO

Projeto de Concepção - Sem Cliente, 2016-2017

SOBRE O PROJETO

Projeto de concepção para um edifício de uso misto (residencial, corporativo e comercial) em um terreno de esquina medindo 15m x 30m (450m²), contendo um CoWorking no térreo, com acesso pela entrada principal; estacionamento, jardim e portaria para os lofts e área comercial com acesso pela entrada secundária. Assim, cada uso fica separado e controlado de forma independente, não cruzando os fluxos e potencializando os espaços.
Com as crescentes mudanças de mercado, estilos de vida e das formas de se relacionar com o mundo, cada vez mais as edificações precisam de um olhar diferente para as necessidades das pessoas e a forma como o espaço pode ser adequado às mesmas. A difusão da ideia de um espaço que contemple usos residencial e comercial/corporativo vem dinamizando a forma como o espaço é transformado através da arquitetura, conectando pessoas e ideias de forma a melhorar sua qualidade de vida.
O edifício se dispõe com um CoWorking no térreo, com acesso independente, contendo:
  • a) Recepção;
  • b) Sala de Reuniões;
  • c) Administrativo;
  • d) Sala de Produção;
  • e) Copa;
  • f) WCs;
  • g) Área de Descanso no jardim frontal;
  • h) Estacionamento frontal;

A entrada secundária dá acesso ao estacionamento dos lofts, com 5 vagas e uma portaria que controla o fluxo para a área residencial e corporativa/comercial. Os andares superiores (1º ao 3º) contém um loft cada,  dispondo de:

  • a) Sala de Estar;
  • b) Sala de Jantar;
  • c) Cozinha Integrada;
  • d) Suíte com banheira e closet;
  • e) Área de Leitura;
  • f) Lavabo;
  • g) WC com chuveiro independente;
  • h) Varanda;

A proposta é um espaço integrado, amplo, com iluminação e ventilação naturais para todos os ambientes, com fluxos bem distribuídos e áreas privativas concentradas para melhor execução e adequação do espaço; proporcionando assim diversas visadas da paisagem e do próprio loft ao usuário, contraponto luz e sombra aos materiais aplicados nos diferentes momentos do dia.

As áreas comerciais/corporativas dos andares superiores podem ser ocupadas com pequenos negócios, como um café, uma gráfica, uma livraria, escritórios, pequenas lojas e entre outras funções que venham a somar às atividades do edifício como um núcleo conectado e que atenda aos lofts, ao CoWorking e ao fluxo externo de clientes.

A cobertura comporta um salão de festas/exposições que dispõe de:

  • a) Bar central;
  • b) WCs;
  • c) Palco para pequenas apresentações;
  • d) Varanda mirante;

A área é destinada tanto para uso dos lofts quanto para uso externo, este mediante reserva do espaço por iniciativa privada, tornando-se também parte da área comercial e ampliando as possibilidades dos espaços. 

Na cobertura também está situada a lavanderia de uso comum para os lofts e que pode servir ao uso externo também, por iniciativa privada, outra forma de conectar os espaços de forma produtiva e eficiente, além de propor uma nova correlação e qualidade de vida para os usuários.

Os materiais aplicados buscam traduzir uma arquitetura contemporânea limpa, objetiva e com personalidade, dinâmica nas suas conexões e equilibrada como um todo. 

A visão técnica do Arquiteto e Urbanista proporciona também novas maneiras de aproveitar os espaços da cidade e suas potencialidades, buscando integrar as condições de planejamento dos clientes às suas necessidades e, assim, evidenciando a importância do investimento neste tipo de serviço.